sexta-feira, 18 de junho de 2010

"A melhor história do Superman" por Drako


Quando eu penso em Superman, logo me vem à mente um herói perfeito, sem falhas e invencível, e era exatamente isso que me fazia não ler muitas histórias do Homem de Aço. Mas a crise infinita passou, levou meu personagem favorito (Obrigado Geoff Johns ), e sem saber que anos mais tarde ele voltaria (Obrigado Geoff Johns =D), comecei a procurar histórias de outros heróis. Foi ai que comecei a ler a revista Action Comics, e algumas edições depois veio a história que me faria gostar do azulão.

Tudo começa com uma nave dourada em forma de ovo de codorna caindo na terra, e dela sai um menino kryptoniano. Ele é levado pelas autoridades mas Superman o pega para cuidar em segredo, afinal de contas, é só colocar um óculos nos kryptonianos e eles viram outra pessoa, não é mesmo??. A “saga” chega a ser bastante extensa e se conecta com outras revistas, formando uma história muito bem montada. Mas qual é o diferencial dela?? É exatamente o novo personagem introduzido, Lor-zod, na Terra chamado de Chris Kent, e ele representa uma das poucas tristezas que Clark Kent tem, de não poder ter filhos. O Moleque é um personagem muito carismático e te conquista com facilidade, fazendo com que ele seja uma peça que faltava no mundo do Superman. Geoff Johns e Richard Donner fazem você acreditar que o Homem de Aço pode ter um filho. Sim!! Esqueça aquele moleque melequento de Superman Returns!

Outro ponto importante fica por conta da arte de Adam Kubert, que fez desenhos primorosos e perfeitos com a narrativa, que eu adoro, principalmente este quadro.




Bem, com a chegada de Chris, a adoção do menino pelo casal mais antigo da DC, uma ótima dose de ação e o surpreendente desfecho mexem com você. Geoff Johns e Richard Donner fizeram um trabalho incrível com essa história, criando uma mitologia totalmente nova e usada até hoje nas histórias do escoteiro.

Claro que existem histórias mais icônicas do Superman, mas para mim essa é a melhor, porque me fez gostar desse personagem que já não é mais um ícone, é uma lenda!

Ps: Se você ainda não leu essa história...tá esperando o que?

2 comentários:

Diego disse...

Fantástica história. Seria um excelente filme pro Super. O Chris é um personagem que me despertou imediata simpatia e até hoje sinto falta da presença dele nas histórias (como criança, Nightwing não conta). Essa história deve ser lida por qualquer fã de quadrinhos.

18 de junho de 2010 19:23
Roberto Sobrinho disse...

Parece ser mesmo uma ótima história. Alguém pode me dizer onde ela foi publicada aqui no Brasil?

25 de junho de 2010 15:25

Postar um comentário