sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Como consertar a franquia cinematográfica do Superman? (Parte 1)


Quando foi anunciado, no inicio da semana, que Christopher Nolan estaria envolvido no novo filme do Superman (Chamado, provisoriamente, de Superman 3.0) qualquer um com um certo interesse no mundo dos quadrinhos se animou. Afinal, o homem por trás do retorno bem sucedido do Batman aos cinemas estaria envolvido no novo retorno do Superman.

Muitos conceitos podem surgir dessa “participação”. Incluindo um improvável crossover com o Batman (Afinal, é o Nolan que é “encarregado” pelo personagem) que pode servir de “abre-alas” para um filme da Liga da Justiça (Sonhar não custa, não é?).

Mas, antes de sonhos para o futuro, voltemos ao presente. Voltemos ao Superman 3.0. Como fazer com que esse filme recoloque o Superman no lugar que ele merece na galeria de filmes de heróis? Foi exatamente essa pergunta que o pessoal do IGN tentou responder, listando 10 características necessárias para um filme do Homem de Aço ser um sucesso.

Vilões “Melhores”
Essa é básica. O Superman precisa de alguém ou alguma coisa que o desafie. Já chega de vê-lo resgatando aviões ou impedindo desastres naturais. O que todos querem é um vilão que o desafie em um nível mais físico. A única vez que vimos isso em um filme foi em Superman II, quando ele enfrentou os vilões fugitivos da zona fantasma (É, segundo os caras, a luta contra o Homem Nuclear em Superman IV não conta).

Isso não é nenhuma novidade. O Superman não deu um único soco no “Superman: O Retorno”. Passou da hora de vermos ele socando caras como Brainiac, Metallo ou o Parasita. Ou mesmo uma luta épica contra o Doomsday. Os caras até citaram o Matrix Revolutions como exemplo de como uma luta do Superman poderia ser. E, realmente, a tecnologia CG poderia recriar batalhas como a de A Morte do Superman de forma incrível.

Kal-El e Clark Kent
Segundo os caras, o ator selecionado para viver o Superman tem que ter uma coisa em mente: Ele vai viver duas pessoas diferente. Uma delas é o Superman, o maior herói da terra. A outra é Clark Kent, um homem “patético” e desajeitado. Esses dois personagens são personagens completamente diferentes. É necessário um ator que interprete os dois com perfeição. Assim como fez Christopher Reeve e, por essa razão, é considerado até hoje o Superman definitivo.

Eles ainda dizem que Brandon Routh fez um bom papel de Clark, mas que seu Superman deixou a desejar.
Uma coisa interessante é que, graças aos avanços tecnológicos, não é necessários um ator com um porte físico muito elevado. Filmes como 300 estão aí para provar isso.


3 comentários:

Anônimo disse...

Eu acho que deveriam dar mais uma oportunidade ao Brandon Routh, pq tb ficar mudando o ator, como estão fazendo com Hulk e fizeram tanto tempo com Batman, fica zuado...Basta dizer ao Brandon que é a ultima oportunidade da vida dele de ele ganhar dinheiro e fazer sucesso... se não vai por bem, vai na ameaça mesmo.
Athlon DSC

13 de fevereiro de 2010 12:29
Anônimo disse...

Já eu achei que a única incoerência no Superman do Brandon Routh foi o ator parecer mais jovem do que o Crhistopher Reeve que teria partido rumo ao exílio 5 anos antes. Não vi problemas quanto a sua interpretação de herói... achei sofrível foi seu Clark Kent. Dava pra perceber o cara se esforçando pra parecer engraçado. Já o Reeve fazia um Clark patético com a maior facilidade. Seu Clark e Superman pareciam mesmo pessoas completamente distintas.

Mas já que o filme é um reboot, e rodízio de rostos novos também aleijam franquia. O Superman 3.0 poderia trazer um " novo rosto velho ". O Superman de Smallville, sem necessáriamente a trama ter qualquer relação com a do seriado.

Dark Kent

15 de fevereiro de 2010 01:32
Roberto Sobrinho disse...

Achei bem interessante essa postagem! Acho que o Christopher Nolan tem que fazer algo que revolucione de vez o Superman no cinema, pois já que O Retorno foi uma porcaria, esse filme tem que ser o melhor de TODOS! Isso pode ser um pouco difícil, mas vendo o que ele conseguiu fazer com o Batman, não duvido nada. E para o filme ser realmente bom, tem que com certeza ter todos os itens que você citou e um pouco mais. Parabéns pelo blog, e com certeza vou divulgar ele por todo canto :D

16 de fevereiro de 2010 20:26

Postar um comentário